Web rádio recanto de Minas Gerais
Publicidade
Nossa Localizacao
São João Del Rei/MG
o PIB do 1º trimestre e 5 pontos de preocupação
04/06/2021

Por Darlan Alvarenga — São Paulo

 

 

Isolamento social teve menor adesão da população em 2021; na foto, movimentação no comércio na cidade de Santo André, (SP), em imagem do dia 17 de abril. — Foto: ROBERTO SUNGI/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Isolamento social teve menor adesão da população em 2021; na foto, movimentação no comércio na cidade de Santo André, (SP), em imagem do dia 17 de abril. — Foto: ROBERTO SUNGI/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

 

Os números da economia no 1º trimestre surpreenderam positivamente, garantindo um resultado do Produto Interno Bruto (PIB) melhor do que se temia no começo do ano. Dados divulgados nesta terça-feira (1º) pelo IBGE mostraram que a economia cresceu 1,2% de janeiro a março deste ano, na comparação com os três meses anteriores.

A piora da pandemia afetou menos a atividade econômica do que no ano passado, o que tem justificado as revisões para cima nas projeções de crescimento do Brasil em 2021, apesar das incertezas ainda elevadas.

Até abril, economistas cogitavam até mesmo o risco de uma nova recessão no 1º semestre, e a maior parte das estimativas apontava um crescimento do PIB ao redor de 3% em 2021. Agora, parte do mercado fala em um avanço acima de 4% no consolidado do ano. Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, diz esperar um crescimento em torno de 4,5% a 5%.

Entre os fatores que explicam a melhora das perspectivas para o PIB, estão números bem menos negativos do que se esperava em março e abril, a maior adaptação das empresas e consumidores à vida com restrições e a alta demanda global por commodities, o que tem impulsionado as exportações brasileiras.

 

Apesar da surpresa positiva do resultado do 1º trimestre, permanece a avaliação de que a economia cresce em ritmo "morno" e que o saldo deste segundo ano de pandemia ainda será uma espécie de "0 a 0", uma vez que o avanço do PIB de 2021 será muito mais uma devolução do tombo histórico de 4,1% do ano passado.

Economistas ouvidos pelo G1 destacam que o avanço da vacinação conta a Covid-19 e a dinâmica da pandemia no país seguem como a principal incerteza, mas que também são fatores de preocupação a delicada situação das contas públicas, a inflação elevada e o desemprego em patamar recorde.

Veja abaixo 5 fatores que explicam a melhora nas projeções para o PIB:

 

  1. Resultados de março menos negativos que o esperado
  2. Menor impacto da pandemia e das medidas de restrição
  3. Diminuição do isolamento social
  4. Alta da demanda global por commodities
  5. Consumo mostra algum fôlego com famílias usando poupança

 

E 5 riscos ao crescimento da economia:

 

  1. Incertezas sobre avanço da vacinação e controle da pandemia
  2. Recuperação desigual e serviços ainda muito afetados
  3. Desemprego recorde e renda menor
  4. Risco de inflação acima do teto da meta
  5. Fragilidade das contas públicas e incertezas políticas

 

Fonte: G1
Programa Livre
16:00 as 18:00
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Rua Bernardo Guimarães, 153 - São João Del Rei/MG
Ligue agora
(32) 8469-2725
Horário de atendimento
08:00 AS 17:00