Dólar cai abaixo de R$ 3,80, após BC anunciar atuação mais firme no câmbio - Web radio recanto de Minas Gerais | A web radio que faz bem à você!
Web radio recanto de Minas Gerais
Publicidade
Publicidade
Nossa Localizacao
São João del rei/MG
Dólar cai abaixo de R$ 3,80, após BC anunciar atuação mais firme no câmbio
08/06/2018

Na véspera, a moeda norte-americana subiu 2,25%, a R$ 3,9233, maior nível desde o dia 2 de março de 2016, quando o dólar fechou vendido a R$ 3,8885.


Por G1

 

 
 
 
 
 

Dólar atinge o maior valor em relação ao real desde março de 2016

O dólar opera em queda de mais de 3% nesta sexta-feira (8), abaixo de R$ 3,80, após fechar em alta de mais de 2% na quinta-feira, quando atingiu o maior nível desde março de 2016. O recuo vem após anúncio na quinta-feira do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, de que serão utilizados todos os instrumentos "necessários" para conter a pressão sobre o câmbio.

Por volta das 11h, a moeda norte-americana caía 3,21%, vendida a R$ 3,7975. Veja mais cotações. O dólar turismo era vendido a R$ 3,95.

O Banco Central oferta nesta sessão até 8.800 swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de julho. Também ofertará até 15 mil novos swaps. O BC pode oferecer mais contratos ao mercado a qualquer momento, mesmo durante o pregão, para conter a alta da moeda dos EUA.

Na véspera, o mercado deu sinais de um forte movimento especulativo, enquanto investidores demonstravam cautela diante das incertezas nos quadros fiscal e político.

 

Pregão anterior

 

No pregão anterior, a moeda norte-americana subiu 2,25%, a R$ 3,9233 - maior nível desde o dia 2 de março de 2016, quando o dólar fechou vendido a R$ 3,8885. Na máxima do dia, a moeda alcançou R$ 3,9674. O dólar turismo foi cotado a R$ 4,0894.

Pela manhã, em casas de câmbio consultadas pelo G1, o dólar foi negociado entre R$ 4,08 e R$ 4,35, já acrescido do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

O mercado financeiro viveu um dia de forte turbulência e sinais de um movimento especulativo, com o dólar disparando e a bolsa em forte queda. Apesar de ter se intensificado, a tendência negativa já vinha presente no mercado financeiro nas últimas semanas, em meio a incertezas sobre a recuperação da economia e dúvidas sobre o cenário eleitoral.

Turbulências nos mercados externos e a greve dos caminhoneiros agravaram esse movimento, mas na quinta houve ainda rumores de movimentos especulativos piorando o cenário.

Variação do dólar em 2018
Diferença entre o dólar turismo e o comercial, considerando valor de fechamento
Fonte: G1
Canções Variadas
12:05 as 20:00
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Matosinhos - São João del rei/MG
Ligue agora
(32) 8469-2725
Horário de atendimento
09:00 às 17:30 horas